WeCreativez WhatsApp Support
Nossa Equipe está aqui para responder às suas perguntas.
Oi, como podemos ajudar?
O corpo nunca mente
18 de febrero de 2010
Conheça algumas empresas que procuram parceiros comerciais no Brasil
24 de febrero de 2010

Presidente Peter Furukawa revela que a rede varejista deverá sair às compras para chegar a 400 lojas e R$ 1,5 bilhão de faturamento até 2015

Presidente Peter Furukawa revela que a rede varejista deverá sair às compras para chegar a 400 lojas e R$ 1,5 bilhão de faturamento até 2015.

O presidente da rede Quero-Quero, Peter Furukawa, tem uma missão ousada para a empresa fundada 42 anos atrás em Santo Cristo (RS): saltar de 177 para 400 lojas num prazo de até cinco anos. Caso isso aconteça, a rede adquirida em 2008 pelo fundo norte-americano de private equity Advent chegaria a um faturamento de R$ 1,5 bilhão – mais que o dobro do registrado em 2009, quando somou aproximadamente R$ 700 milhões.

Para atingir essas metas, Furukawa, que está há oito meses na presidência, precisará dar escala nacional à Quero-Quero. Hoje, das 177 lojas, apenas duas não ficam no Rio Grande do Sul. Os primeiros passos, segundo ele, deverão ser dados em Santa Catarina, onde já existem duas unidades, e também no Paraná.

Ex-executivo do Submarino e da rede Casas Pernambucanas, Furukawa diz haver muito espaço para a Quero-Quero crescer no país. A ideia é preencher um espaço pouco ocupado pelas grandes redes concorrentes: materiais de construção, carro-chefe dos negócios da empresa. «Queremos ser consolidadores dessa indústria», garante Furukawa. Tamanho crescimento acontecerá tanto de maneira orgânica quanto por meio aquisições. No entanto, como bom oriental, o executivo não deixa de lado certa dose de precaução: «Isso se uma nova crise não surgir. Vai saber se esta recessão não tomará a forma de um W!?».

Apesar de o mapa da expansão ter Santa Catarina e Paraná como pontos de partida, Furukawa prepara, também, uma segunda etapa. Na mira, as regiões sudeste e centro-oeste. «Espero que até o final de 2010 possamos anunciar algo bem agressivo», antecipa. Segundo ele, a Quero-Quero sairá às compras, mas as investidas dependerão da disposição dos vendedores. «Para sair negócio, não basta a gente querer comprar. Eles têm que querer vender», explica.

Depois de ser adquirida pela Advent, no ano passado, a sede da empresa foi transferida de Santo Cristo para Cachoeirinha, região metropolitana de Porto Alegre.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

EnglishPortugueseSpanish